Prêmio da Qualidade da Pequena e Média Empresa – Ciclo 2013

Na busca de alcançar a sua Visão estabelecida no Programa da Chapa Dedicação e Transparência: "Ser a melhor associação de condomínios residenciais da cidade do Rio de Janeiro com a participação efetiva dos associados e reconhecimento da sociedade”. A ABM foi reconhecida, em sua primeira participação, no MPE Brasil como empresa visitada.

A solenidade de reconhecimento das Pequenas e Micros Empresas do Estado do Rio de Janeiro que participam do MPE Brasil, realizado no dia 10/12/2013 no Auditório do Centro de Convenções da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, contou com a presença de cerca de três mil pessoas, vindas de diversos municípios do Estado do Rio de Janeiro.

A ABM foi reconhecida como Empresa Visitada, ficando entre as vinte e cinco em todo o Estado a receberem essa comenda. Reconhecimento relevante frente ao universo de empresas participantes, cerca de 3000, e por sido alcançado na primeira participação. Estavam presentes na solenidade autoridades dos governos estadual e municipal, além dos representantes das empresas promotoras, entre elas: a Gerdau, o MBC – Movimento Brasil Competitivo, o Sebrae e a Firjan.

O principal prêmio recebido pela ABM nessa fase estadual por sua participação como Empresa Visitada no MPE Brasil é o Relatório de Avaliação.

INTRODUÇÃO AO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO

O questionário de Autoavaliação do MPE Brasil é baseado no Modelo de Excelência da Gestão® - MEG da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) adotado por inúmeras empresas. O MEG tem como base os 11 Fundamentos de Excelência da Gestão, que são conceitos reconhecidos mundialmente encontrados em empresas que já atingiram patamares de Excelência, ou que estão caminhando nessa direção. Cabe destacar que esses fundamentos são aplicáveis a qualquer empresa, uma vez que tratam, de forma genérica, dos mais modernos conceitos de gestão.

São eles:

1. Pensamento sistêmico

2. Aprendizado organizacional

3. Cultura de inovação

4. Liderança e constância de propósitos

5. Orientação por processos e informações

6. Visão de futuro

7. Geração de valor

8. Valorização das pessoas

9. Conhecimento sobre o cliente e o mercado

10. Desenvolvimento de parcerias

11. Responsabilidade social

Para conhecer mais sobre os Fundamentos de Excelência, sugere-se a leitura da publicação “Conceitos Fundamentais da Excelência em Gestão” da FNQ, disponível para download gratuito no Portal da FNQ (www.fnq.org.br). Buscando o aumento da competitividade das organizações e do Brasil, a FNQ vem disseminando os Fundamentos da Excelência por meio do Modelo de Excelência da Gestão® (MEG), apresentado em 6 versões de avaliação das empresas.

O MEG é constituído por oito critérios:

Critério 1 - Liderança: este critério trata da forma como o empresário conduz o seu negócio, define rumos, analisa o desempenho da sua empresa e aprimora o conhecimento dos seus líderes.

Critério 2 - Estratégias e Planos: este critério trata da definição das estratégias da empresa (caminhos ou rumos escolhidos para se alcançar a sua visão de futuro), do desdobramento destas em metas e planos de ação, incluindo a definição de indicadores de desempenho.

Critério 3 - Clientes: este critério trata do conhecimento que a empresa tem dos seus clientes e mercados, da identificação de suas necessidades e do seu grau de satisfação, e de como suas reclamações são tratadas.

Critério 4 - Sociedade: este critério trata da identificação dos impactos ambientais decorrentes dos produtos, processos e instalações da empresa e ainda da sua prática de ações relativas à responsabilidade social.

Critério 5 - Informações e Conhecimento: Este critério trata da identificação e uso de informações necessárias para a execução das atividades da empresa, bem como de informações comparativas para auxiliar na análise e melhoria do seu desempenho.

Critério 6 - Pessoas: este critério trata da estrutura organizacional, do reconhecimento, capacitação e desenvolvimento dos colaboradores e das ações voltadas para a qualidade de vida no trabalho, a _m de melhorar o desempenho das pessoas e da empresa.

Critério 7 - Processos: este critério trata da definição e gerenciamento dos processos principais do negócio da empresa (produção, prestação de serviço, manufatura, comercialização) e daqueles necessários para que a sua execução ocorra sem problemas (processos de apoio); bem como do gerenciamento dos seus principais fornecedores e dos recursos financeiros da empresa.

Critério 8 - Resultados: este critério solicita os resultados de indicadores de desempenho da empresa relativos à clientes, pessoas, processos e financeiros.

 

O Modelo de Excelência da Gestão® é representado pelo diagrama abaixo; ele representa uma visão global da gestão da empresa.

A adoção do MEG faz com que a empresa obtenha: A melhor interpretação do desenho do MEG é o do conceito de aprendizado do ciclo do PDCL (Planejar, Fazer, Checar e Aprender).

Melhorias em processos e produtos; Redução de custos; Aumento da produtividade, e consequentemente de sua competitividade; Aumento da credibilidade da empresa e o reconhecimento público; Maior flexibilidade frente às mudanças, melhores condições de atingir e manter um melhor desempenho.

Abaixo os resultados obtidos pela ABM decorrentes da resposta a Parte I do Questionário - Devolutiva sobre a Gestão da Empresa. Observem que nos Critérios 1, 2, 3, 4 e 7 atingimos a pontuação máxima, ou seja, 100%. Nos Critérios 5, 6 e 8 temos Oportunidades de Melhorias (OM) a serem cumpridas., além de manter as demais práticas de todos os Critérios no estado da arte. Isto feito, voltaremos a apresentar a nossa candidatura no Ciclo de 2014. Portanto, temos muito trabalho pela frente nos próximos meses.

 

A ABM também recebeu a devolutiva de todas as quatro partes do questionário que servirão de orientação para melhoramos as nossas práticas naqueles quesitos.

Critério

Pontuação máxima

Pontuação obtida

% obtida

1. liderança

15,0

15,0

100%

2. estratégias e planos

9,0

8.55

95%

3. clientes

9,0

8.55

95%

4. sociedade

6,0

6.00

100%

5. informações e conhecimentos

6,0

3.45

57.5%

6. pessoas

9,0

8.10

90%

7. processos

16,0

16.00

100%

8. resultados

30,0

25.00

83.33%

TOTAL

100,00

91.1

91.1%

 

A diretoria da ABM adotou o MEG como o seu modelo de gestão para alcançarmos a nossa Visão: "Ser a melhor Associação de Condomínios Residenciais da Cidade do Rio de Janeiro com a participação efetiva dos associados e reconhecimento da sociedade”.Já estamos preparando o Plano de Ação (PDCA/PDCL) a partir das Oportunidades de Melhorias apresentadas no RA – Relatório de Avaliação da Banca Examinadora, destacando-se:

  1. Sistematizar a execução dos nossos processos por meio práticas de gestão e de padrões de trabalho (sistema de padronização),
  2. Sistematizar o processo de avaliação (medir, controlar e gerenciar) do desempenho da nossa gestão, utilizando indicadores quantitativos e qualitativos que evidenciem a tendência favorável do desempenho e ainda que somos referenciais de excelência no setor e fora dele. Esse conjunto de indicadores de desempenho (poucos e muito úteis) permitirá aprimorar a tomada de decisão com bases em dados e fatos,
  3. Encontrar referenciais comparativos pertinentes de forma a evidenciarmos a excelência da nossa gestão frente àquelas organizações e empresas consideradas as melhores no setor. Lembramos que o alcance de estágios superiores de gestão, avaliados por terceira parte, exigirá empenho de todos os membros da Diretoria, o nosso planejamento prevê: primeiro obter o reconhecimento do MPE Brasil; no segundo estágio conquistar o reconhecimento do Prêmio Qualidade Rio – PQRIO e no terceiro estágio (longo prazo).